terça-feira, 7 de agosto de 2012

Meu Grande Amorzinho!


Vou procurar descrever hoje o que de melhor me aconteceu na vida. Através das postagens até aqui, acredito ter conseguido mostrar o quando eu vivia triste e sozinho.
Bom digo vivia, pois desde o ano 2001, mais precisamente no mês de maio, esta história começou mudar.

Eu já havia deixado para depois ter uma namorada. Estava pensando só no meu trabalho em crescer, me dedicando integralmente a isto.
Mas as coisas mudaram. No ano 2000, juntamente com nossa nova equipe de caixas, no início de novembro, a empresa contratou a minha futura esposa.

        Contratação 

A princípio para mim as coisas seguiam normalmente, afinal eu tinha a função de gerenciar todas as caixas e não estava procurando nada.
Ela foi contrata sem nenhuma interferência minha isto é bom deixar claro. Todas as vezes que ela veio até a loja, foi nos horários em que eu ainda não havia começado o meu turno.
No inicio de novembro então ela começou a trabalhar, após vários contratempos.
Como nossos pensamentos não são tão altos quanto os pensamentos de Deus, ela começou a trabalhar em outro horário, mas logo após algum pouco tempo ela passou a fazer o meu horário.
Sempre disposta, bem arrumada, e muitíssimo eficiente e atenciosa com os clientes, não precisou de muito tempo para se destacar das demais. 
Quando era preciso alguém para me substituir, ou a algum outro fiscal, ela era a pessoa indicada. Como demonstrava responsabilidade e dedicação, começou também a aprender na tesouraria. 

       Como passamos a namorados

Este é o cenário aproximado de como foi que nos conhecemos, mas o objetivo não é este.
De imediato não aconteceu nada demais entre nós. Apesar de eu saber que ela era imprescindível e a melhor entre as operadoras, não passava disto. Isto ocorreu não por algum motivo em especial, mas simplesmente pela minha total falta de percepção, pois ela me confessou depois que já estava "de olho" em mim há algum tempo.
Eu segui o mesmo comportamento até maio do ano seguinte.
Todo ano a empresa realizava a festa do trabalhador, na sede da associação dos colaboradores, eu nunca havia participado, apesar de trabalhar a três anos no mercado, mas naquele ano resolvi ir. Ela também iria, mas seriam em finais de semana diferentes, seriam, mas ocorreu uma troca entre as caixas e no dia em que eu estava indo ela também apareceu para ir.
Todos os funcionários poderiam utilizar o ônibus da empresa, e foi esta a nossa opção.
Já no ponto resolvi que passaria aquele dia com ela. Durante a ida sentamos juntos, e para minha surpresa ela falou muito, bem diferente do que ela fazia no trabalho. Falou sobre os mais diversos assuntos. Ao chegarmos ao local, nos separamos por um tempo e só fomos nos reencontrar praticamente na hora do almoço.
Ela havia passado a manhã praticamente toda jogando vôlei e eu por ali andando, sem muito que fazer. Parei perto da quadra aguardando o final da partida para conversarmos.
Como meus talheres estavam na sua bolsa, tive de procura-la para almoçar. Mais uma demonstração da inteligência feminina.
Depois de termos servidos nossos pratos, procuramos uma mesa localizada na parte de fora. Conversamos sobre algumas coisas, sobre o que eu estava enfrentando no momento e... O primeiro beijo.

20/05/2001, não vou esquecer nunca. O dia mais feliz da minha vida.

Tudo em nossa vida foi muito rápido, deste dia em diante, nunca mais fiquei um minuto sequer sozinho. Segunda-feira, na loja, todo mundo sabia. Mantivemos nosso relacionamento não em segredo, mas não falávamos abertamente sobre isso. Trabalhar ao lado dela, agora como namorado, era muito bom, e muito difícil, pois ali só nos falávamos profissionalmente.
Fazíamos tudo juntos: andávamos pelas ruas a pé, de bicicleta, trabalhávamos, aprontávamos muitas coisas, como se nos conhecêssemos há muitos anos.
Em dezembro fomos morar juntos. Alugamos um apartamento.
No mês de fevereiro de 2002, casamos.
Em maio de 2003 nasceu nossa princesa.
Passamos juntos por muitas grandes alegrias e algumas grandes tristezas. Algumas destas eu detalhei ou detalharei aqui. 

        Reconhecimento e Gratidão. 

Red RoseO que pretendo dizer hoje é que mesmo sem entender, Deus tinha o melhor para mim.
ELE presenteou-me com a mais maravilhosa mulher que eu conheço.
Esposa dedicada, mãe exemplar, companheira inseparável nas mais diversas situações.
Fiel, amiga, companheira, amante. Faltam adjetivos para descrevê-la. Fico com o que escreveu Salomão em Provérbios 31.10: “Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis”.
Pela Graça de Deus, eu a achei.
Não consigo imaginar minha vida sem você. Não sei como consegui chegar até o dia em que te conheci. Só aprendi a viver plenamente feliz, contigo.
Quero te pedir perdão por todas as vezes que te magoei, e por tudo o que fiz de errado.
Te amo hoje mais do que ontem e menos do que amanhã.
Coraciones
Obrigado por tudo, do seu eterno namorado.


      Recados animados 

6 comentários:

Anônimo disse...

Meu grande e eterno amor,nem todas as palavras conseguiriam descrever o amor que sinto por você.
Eu é que tenho que te agradecer pela pessoa maravilhosa que você é, sem vc não conseguiria viver. Todos os dias agradeço a Deus por ser tão feliz ao seu lado.
Simplesmente te amo muito com você encontrei a felicidade pois amar vc é muito fácil, quero descrever apenas algumas de suas qualidades és lindo, maravilhoso, carinhoso, inteligente, amigo,amante,integro ter um caráter invejável (risos) enfim em vc encontrei tudo de melhor.
Te amo hoje mais do que ontem e menos do que amanha. Obrigado por ser a minha vida pois sem vc não sei viver. Beijos Beijinhos e beijões...
De sua eterna namorada Adriana de Jesus Fernandes Mazzochi com muito orgulho.

Mateus Emilio Mazzochi disse...

Oi meu amor, você sabe o quanto é especial para mim. Te amo, muito obrigado por tudo. Beijos. Te amo.

Anônimo disse...

Casal muito abençoado!!! Amamos vocês...Vagner e Jô!

Mateus Emilio Mazzochi disse...

Ola amados, também amamos muito vocês. Deus abençoe.

Anônimo disse...

Sempre gostei demais de você cunhada, obrigado por fazer meu irmão plenamente feliz, ele é um grande homem e merece uma grande mulher. Que bom que vocês se acharam. Bruno César Mazzochi.

Mateus Emilio Mazzochi disse...

Eu fico grato, não mereço mas agradeço ser chamado de grande homem. Mas se hoje sou feliz e realizado ou se em alguma coisa tenho algum mérito, devo isto tudo a minha eterna namorada, meu grande amorzinho. Um grade abraço Bruno. Ela esta aqui ao meu lado dizendo que gosta muito de você, sempre gostou. Você é uma ótima pessoa meu irmão, saiba disso, um grande lutador.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...