quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Oração. Combustível da vida Cristã.

Meu Primeiro Brinquedo!
Meu Primeiro Brinquedo!
Eu sempre gostei muito de carros, motores e de corridas de fórmulas, principalmente a Fórmula 1, em especial da equipe McLaren, devido o sucesso obtido por um brasileiro chamado Ayrton Senna. Hoje não acompanho mais.
Mas sobre Senna, McLaren e Fórmula 1, o lugar mais indicado para melhor esclarecer as dúvidas, trocar ideias, opinar e ficar por dentro do que acontece hoje, o que aconteceu ontem e o futuro da categoria é o PapayaOrange site editado por um trio muito competente, Will Mesquita, Mari Espada e Becken Lima. Vale conferir.
Mas meu blog não é referente a corridas ou carros, mas sim sobre vida cristã, sobre minha vida e em como cheguei até os dias de hoje, mostrando onde encontrei forças para recomeçar tantas vezes.
Eu vou lançar mão de uma comparação, que penso ser bem didática e ilustrativa de como isto se deu.
É de fácil entendimento de todos, que para qualquer carro é necessário algum tipo de fonte de energia para que estes veículos se movam, cumpram o seu papel. Nas fórmulas, como a F1, a fonte utilizada, até o momento, provém de combustíveis de origem fóssil, a gasolina.
Pois bem, numa corrida, os bólidos vão ter de carregar combustível suficiente (hoje não se permite reabastecimento) para completar a prova, do contrário acontecem as bizarras “pane seca”, onde o piloto desce do carro não acreditando que a equipe permitiu um erro grosseiro e talvez até lhe impediu uma vitória.
Em nossa caminhada cristã é a mesma coisa.
Assim como nas F1, precisamos de fonte de energia para sobreviver. Precisamos ingerir comida, que através dos processos digestivos, transformam-se na energia necessária para que aconteça a vida.
Só que não somos seres somente físicos.
Diferentemente dos animais, não nos impulsionamos somente por instintos, mas sim, como somos o ponto culminante da criação divina, surge em nós a necessidade de nos conectarmos com Deus.
Passei por diversas fases na vida, muitas turbulências, perdas irreparáveis, muitas dificuldades de toda a ordem: financeira, profissional, de autoafirmação. Tive dúvidas, fracassos, medos, e vitórias tanto quanto outras pessoas.
Passei a enfrentar os momentos difíceis na presença de Deus, conversando com Ele através da oração.
Posso então comparar agora a oração como o “combustível” de nossa caminhada. Nosso “combustível” não é físico, comum ou prejudicial, mas é poderoso o suficiente para mover uma montanha de lugar, se aditivado com outro ingrediente, a fé.
Não somos carros, não estamos em corridas, mas ao chegar o fim de nossas vidas, queremos receber como prêmio, o céu. Para isto, nunca nos pode faltar o "combustível" vital para a vida cristã, oração, conversar com Deus e com isto obter a energia necessária para erguer a cabeça em meio à turbulência e prosseguir.
Nos campeonatos de F1, algumas equipes e pilotos ganham mais do que outros, devido a melhor preparação, melhores conjuntos máquina-piloto ou ainda soluções mais engenhosas e mais perfeitas adequação as condições de pista/regulamento.
Espiritualmente falando, os verdadeiros vencedores são aqueles que conseguem melhorar de desempenho a cada dia, passo-a-passo, compreendendo que não se trata de religião, mas sim, de um real encontro com Deus. 
Estes vão construindo a estrada, o caminho, pelo qual vão caminhar, para que, ao fim da “corrida” chamada vida, recebam o tão sonhado “prêmio” que é a salvação e uma eternidade no céu, ao lado de Jesus.
Posso afirmar com convicção: nada se compara a uma vida de intima comunhão com Deus.
E o melhor é saber que para ingressar neste caminho não é se faz necessária a prática, testes e nenhum outro pré-requisito é só querer buscar. 
Como disse Paulo: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.” 2 Timóteo 4:7.
“Vocês não sabem que dentre todos os que correm no estádio, apenas um ganha o prêmio? Corram de tal modo que alcancem o prêmio.
Todos os que competem nos jogos se submetem a um treinamento rigoroso, para obter uma coroa que logo perece; mas nós o fazemos para ganhar uma coroa que dura para sempre.
Sendo assim, não corro como quem corre sem alvo, e não luto como quem esmurra o ar.”
1 Coríntios 9:24-26.

Um comentário:

Júlia Fernandes Mazzochi disse...

LINDO! AMEIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...