sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Em Síntese

Certa vez, contei e descobri que o discurso Gettysburg de Abraham Lincoln contém menos de 300 palavras. Dentre outras coisas, isto significa que as palavras não precisam ser muitas para serem memoráveis.
Essa é uma das razões pelas quais eu gosto do Salmo 117, pois a brevidade é a sua característica. O salmista disse tudo que precisava em 29 palavras (na verdade, apenas 17 palavras no texto hebraico).
“Louvai ao Senhor, vós todos os gentios, louvai-o, todos os povos. Porque mui grande é a sua misericórdia para conosco, e a fidelidade do Senhor subsiste para sempre. Aleluia!” (Salmo 117:1-2).
Ah, essa é a boa notícia! Contida nesse salmo de glorificação está uma mensagem a todas as nações do mundo, anunciando que a misericórdia de Deus – Sua promessa de amor – é “… mui grande […] para conosco” (Salmo 117:2).
Pense sobre o significado do amor de Deus. Ele nos amou antes de nascermos e nos amará depois de morrermos. Nada poderá nos separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, o nosso Senhor (Romanos 8:39). Seu coração é uma fonte de amor – inesgotável e irrepreensível.
Quando leio esse breve salmo de louvor a Deus, não consigo pensar em encorajamento maior para a nossa jornada do que a recordação da misericórdia de Deus. Louve o Senhor!

          Meditação: … mui grande é a sua misericórdia para conosco. (Salmo 117:2)

        Pensamento: O que sabemos a respeito de Deus deveria nos levar a louvá-lo com alegria.

Leitura: Salmo 117. 

Fonte:

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...