terça-feira, 19 de março de 2013

Instrumentos nas Mãos de Deus - Parte III


Texto: Juízes 8.21-25: Então Zeba e Salmuna disseram a Gideão: — Venha você mesmo nos matar porque para isso é preciso ter coragem de homem. Aí Gideão matou Zeba e Salmuna e pegou os enfeites em forma de meia-lua que estavam no pescoço dos seus camelos. Os homens de Israel disseram a Gideão: — Você nos salvou dos midianitas. Portanto, seja nosso governador. E, depois de você, o seu filho e o seu neto. Gideão respondeu: — Eu não serei governador de vocês, e o meu filho também não. O SENHOR Deus é quem será o governador de vocês. E continuou: — Mas vou fazer um pedido: cada um me dê um dos brincos que tirou dos vencidos. Os midianitas usavam argolas de ouro nas orelhas porque eram gente do deserto. Os homens de Gideão responderam: — Nós os daremos com prazer a você. Então estenderam uma capa, e cada um pôs nela os brincos que tinha tomado dos midianitas. 


A Bíblia não esconde os defeitos de nenhum dos seus personagens. Mesmo nos deslizes cometidos por estas pessoas, nossos antepassados, conseguimos retirar lições para nossas vidas hoje, para que não incorramos nestes mesmos erros. Ao finalizar os relatos da vida de Gideão, duas atitudes suas nos são mostradas, uma boa, não assumir um compromisso para o qual não foi capacitado por Deus e uma que aparentemente seria inofensiva, construir um éfode com o ouro retirado do povo vencido.

Não serei Rei, o Senhor será.
Quando Gideão venceu o exército inimigo, libertou Israel e matou os seus reis, todo o povo o aclamou e pediu que ele fosse a partir de então, o novo governador, rei, de Israel, que até este momento vivia sob o comando de Juízes.

a.            Gideão recusa a oferta e nega o reinado também a seu filho;
b.            Com isto ele mostra claramente que Deus o havia capacitado para ir até ali e nada, além disto;
c.            Parece duro, mas Deus nos quer para tarefas específicas e nem tudo pode ou será feito por nós;
d.            Quando entendermos isto, conseguiremos desfrutar de uma vida mais feliz e com toda a certeza veremos frutificar ainda mais nosso ministério.

Temos uma tendência a pensar que nossa forma de realizar as tarefas é superior a dos demais, que Deus nos usa de forma mais eficiente ou isto ou aquilo, mas Gideão entendeu que não tinha condições de ser algo que não havia sido capacitado ou chamado para ser, mas como todo ser humano, incorreu no erro de pedir para ficar com tesouros dos povos vencidos.

Ouro - ídolo
Como recompensa, Gideão pede para ficar com ouro e outras coisas dos midianitas. Até aí nada de mais, se não fosse o caso de Gideão utilizar o ouro para confeccionar um éfode.

a.            Este éfode foi colocado como um ídolo para o povo, um objeto de adoração. Terríveis são as consequências dos que colocam “coisas” entre o coração e Deus.
b.            Não precisou muito para o povo ir adorar o tal éfode.
c.            Com a morte de Gideão, o povo logo se desviou do Senhor e seguiu após outros deuses.

Quantas vitórias, Deus concedera ao povo de Israel sob o comando de Gideão. Quantas lindas lições, aprendemos com a vida dele.
A lição que destaco é: Deus usa a quem quer da forma que quer, onde estiver e para realizar obras impressionantes.
Mas nós somos falhos e mesmo após tantas conquistas, somos capazes de não sermos totalmente gratos a Deus e pior ainda, virar as costas para ELE.
Mas algo me alegra muito: saber que sendo assim tão fracos, Deus ainda nos ama incondicionalmente a ponto de entregar o seu filho para morrer por nós, para que tenhamos a chance de sermos salvos por Ele.

Conclusão:
Gideão se pôs nas mãos de Deus. Temeu, venceu, acertou e errou como qualquer um de nós.
Ao final de sua vida, reconheceu que já havia feito o que foi chamado para fazer, mas tropeçou criando um laço para ele, sua família e para o povo, mas com isto podemos aprender a não cometer estes mesmos erros.
Jesus, o único que não errou, está sempre disposto a nos ajudar a seguir em frente e mesmo que venhamos a cair, Ele nos ajuda a voltarmos a estar em pé novamente.
Se tão somente confiarmos Nele e em Seu poder.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...