segunda-feira, 8 de abril de 2013

Deus ama o pecador mas não ama o pecado

Uma ilustração bem simples para exemplificar e clarear o entendimento sobre a frase: “Deus ama o pecador, mas não ama o pecado”.
Que já pode presenciar, viver ou simplesmente contemplar uma situação de extrema necessidade, com pessoas morando em lugares sem as mínimas condições de higiene, saneamento e estrutura sabe definir POBREZA.

Quem AMA esta situação/condição chamada POBREZA? Não creio que alguém possa amar algo assim.
tendemisericordiadenos
Agora, para acabar com esta situação/condição poderíamos seguir o pensamento de Maquiavel e simplesmente eliminar todas as pessoas que se encontram nesta situação/condição.
Mas isso não pode, é desumano você poderá dizer.
Como exemplo, isto explica o bordão, “Deus ama o pecador, mas não ama o pecado”: nós devemos amar as pessoas, mas não precisamos amar ou não deveríamos amar situações/condições em que as pessoas vivem.
O mesmo ocorre com o pecado, Deus não ama nossos pecados, afinal ELE é Santo. Mas nos ama, se não fosse assim, já teríamos sido eliminados.
maodedeus
E ELE nos ama incondicionalmente e independentemente do contexto em que vivemos, pois somos feitos à Sua imagem e semelhança.
Penso que, enquanto vivermos aqui, não conseguiremos ter a real noção do tamanho do sublime amor de Deus por nós:
“... para que Cristo habite no coração de vocês mediante a fé; e oro para que, estando arraigados e alicerçados em amor, vocês possam, juntamente com todos os santos, compreender a largura, o comprimento, a altura e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo que excede todo conhecimento, para que vocês sejam cheios de toda a plenitude de Deus” Efésios 3.17-19.


Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...