quarta-feira, 26 de junho de 2013

Aula de Teologia Grátis

Uma aula de teologia, com professor particular, em 39 lições, gratuita. É assim que eu enxergo a carta aos Romanos, capítulo 8.
A carta aos Romanos é o maior tratado teológico já escrito.
Mas não é só isto: além de uma explicação teológica sobre a graça redentora de Deus, é uma carta cheia de conforto e confiança dirigida para cada um de nós.
O capítulo 8 é o centro da carta aos Romanos.
Os versículos 31-39 são o centro do capítulo 8: “nada nos separará do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor!”.
O capítulo começa com a afirmação de que agora nenhuma condenação há, para os que estão em Cristo Jesus.
Mas nem sempre foi assim.

Toda a humanidade estava caminhando pelo corredor da morte.
Desde a queda do homem no Éden, estávamos condenados à morte física e pior à morte espiritual. Estaríamos para sempre totalmente afastados de Deus.
Mas, Jesus vem para cumprir uma missão mais do que especial: vem para nos resgatar, para pagar nossa dívida, nos ligar novamente a Deus, colocando-se em nosso lugar, morrendo por nossos pecados.
Jesus escolheu se fazer pecado. Enfrentou uma morte humilhante e dolorosa para que nós pudéssemos viver plenamente e com a oportunidade de chegar confiantemente até a presença de Deus.teologiagratis
Uma das melhores sensações que podemos experimentar é a de entrarmos em qualquer lugar de cabeça erguida. Sabendo que para onde quer que formos, nada e ninguém, pode nos acusar.
Assim é para todos os que estão em Cristo Jesus, pois nenhuma condenação há.
Paulo também escreve inspirado pelo Espírito Santo, que passamos a ser filhos adotivos de Deus e coerdeiros com Cristo. A lei romana garantia aos adotivos os mesmos direitos dos filhos.
Aqui chegamos ao ponto central de Romanos: filhos de Deus.
Por sermos filhos adotivos e agora resgatados por Jesus, herdeiros do céu, podemos dizer: nada nos separará do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor! Que Maravilha.
O amor de Deus que está EM Jesus.
Alguém deliberadamente pode virar as costas para este amor. Mesmo que da parte de Deus este ele de amor não possa ser rompido, de nosso lado podemos menosprezar e desvalorizar o sacrifício de Jesus.
Muitos negam o amor sublime de Jesus através de seus atos, palavras ou pensamentos.
Estão frequentando os cultos, te dão tapinha nas costas, mas muitas vezes não conseguiram permitir ao Espírito Santo, fazer uma ”faxina” em seus corações, a fim de retirar algumas sujeiras altamente tóxicas e perigosamente contagiosas tais como; egoísmo, inveja, ciúmes, raiva, ira, ódio, entre outras, que causam profundos problemas.
E como somos membros de um corpo único, o corpo de Jesus, a igreja sofre.

Fica doente espiritualmente, pois, estando separados uns dos outros, estamos também separados de Jesus. Muitos perdem seu tempo na igreja e alguns perdem a vida toda, carregando um pesado fardo, desprezando o sacrifício de Jesus, mas ELE continua de braços abertos, pronto para nos perdoar e nos receber junto ao Pai. Sempre.
Jesus não jogará fora ninguém que se achegue até Ele.
Porém, existe uma condição: Devemos perdoar. Sem o perdão, como poderemos dizer que amamos a Deus?
ELE nos fez a sua imagem e semelhança, deu seu filho unigênito Jesus para morrer por nós, para que pudéssemos novamente estar ligados com Ele, tendo todos os nossos pecados totalmente perdoados, e nós não conseguimos perdoar nossos irmãos? Pior do que isto, julgamos as pessoas e as rotulamos conforme nosso juízo.
Raramente reconhecemos nossos erros. Temos uma dificuldade muito grande para nos enxergarmos com todos os nossos defeitos, mas estamos prontos para mostrar uma dezena deles em nossos irmãos.
Mas Jesus está sempre disposto a nos perdoar, ensinar e amar.
Não devemos endurecer o coração. Antes temos que permitir a Jesus livre acesso para que toda e qualquer impureza, por menor que for, seja removida.
Nosso coração é um lugar muito especial pois é nele que o Espírito Santo faz morada.
Guardemos nossas vidas para que em nós o Espírito de Deus habite e manifeste Sua Glória através de nós.



Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...