quarta-feira, 26 de junho de 2013

Aves do céu

Por várias vezes, olhando pela janela de casa de manhã, observava dois bem-te-vis voando de um lado para outro e deduzi ser um casal.
bem-te-vis
Um dia, porém, só vi um e me pus a pensar sobre o que poderia ter ocorrido ao outro, talvez um gato o tivesse caçado, ou alguém poderia tê-lo acertado com uma pedra, enfim, qualquer coisa poderia ter ocorrido.
Não fiz disso um drama. Mas me entristeci um pouco pensando em como era bonito ver os dois juntinhos buscando o alimento para o dia.
Pude então vivenciar o ensinamento de Jesus, que está em Mateus capítulo 6.25-34:

Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?  Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?  E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?  E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam;  E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.  Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?  Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?  (Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal”.
Andamos tão preocupados ultimamente que não conseguimos mais presenciar a boa mão de Deus agindo em nosso favor. Não contemplamos todas as maravilhas que Ele criou. E principalmente não temos mais tempo para Lhe agradecer por tantos livramentos nos tem dado e nem de louvar o Seu nome por tudo o que Ele É e não só por aquilo que Ele nos dá.
Todos os dias os passarinhos de que falei acordavam e ao irem buscar o seu alimento, sempre o encontravam, afinal estavam vivos. Eles não entendem mas Deus sempre lhes proporcionou os meios necessários para viverem bem e garantir o sustento de seus filhotes.
E quanto a nós? Ficamos muito mais tempo murmurando e reclamando por tudo aquilo que não temos esquecendo-nos de tudo o que já recebemos.
Corremos muito sempre pensando no amanhã, aflitos procurando garantir um futuro melhor. Neste meio tempo mães (e pais) esquecem crianças no carro, filhos matam os pais por dinheiro, as cidades sendo invadidas por uma horda de viciados andando como se fossem zumbis.
Conseguimos esquecer que o amanhã não nos pertence. Afastamos Deus de nossas vidas, e o mais preocupante: isso se torna normal, afinal, temer a Deus é antigo, cafona e não cabe mais em nossa sociedade.
Mas graças a Deus ainda temos muitos que não pensam assim e seguem temendo ao Senhor vivendo cada dia procurando em tudo seguir os ensinos e o exemplo de Jesus.
bem-te-vis
Deus sempre terá a soberania sobre tudo. Devemos pôr nossas vidas sob o Seu controle, e assim quando as dificuldades nos sobrevierem, teremos um abrigo seguro onde acharemos paz e solução para nossos problemas. 
Quero finalizar dizendo que um pouco mais tarde avistei o segundo bem-te-vi e até hoje eles vêm bicar a janela da cozinha, sempre os dois juntos.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...