quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Centro da Vontade de Deus

Ultimamente tenho pensado muito sobre este assunto: estar no centro da vontade de Deus.
Para ilustrar minha ideia, lanço mão da seguinte imagem, muito usada em palestras sobre motivação:  
zonadeconforto
                               
Nesta zona de conforto onde estamos tudo é muito tranquilo, temos o controle de tudo, as coisas vão aparentemente bem, não preciso me preocupar com nada. O detalhe é que muitas vezes estamos acreditando que estamos vivendo o projeto de Deus para nossas vidas de forma plena, quando na verdade, estamos sendo alcançados pela Misericórdia do Senhor, para termos tempo de “acordar” e passar a buscar mais a presença Dele, mesmo que isto cause certo desconforto inicialmente.
A distância entre onde nos encontramos e o centro da vontade de Deus para nossas vidas é maior na medida em que deixamos de tentar alcança-la por simplesmente não saber qual seja esta vontade ou, usando nosso livre-arbítrio, vamos protelando, atrasando e até deixando de lado, o Caminho indicado por ELE para nossas vidas.
Imagino também que entre onde estamos e o centro da vontade de Deus, exista uma grande e muito forte “mola”. Essa mola representa, justamente, a nossa tendência carnal a ficarmos inertes, parados, a fim de não nos cansarmos, afinal, cansar não é muito interessante, então nos acomodamos, é natural.
Para conseguirmos comprimir esta mola e nos aproximar da vontade de Deus, precisamos descobrir o que Ele quer de nós, onde ELE nos quer usar, quais os objetivos de nossas vidas dentro do plano maior, que é expandir o Reino de Deus, qual o Caminho a trilhar para chegarmos lá, enfim temos que descobrir qual é a vontade de Deus para nós.
Procurando começar a vencer a resistência desta enorme mola, vamos para a oração, leitura da Palavra, buscamos jejuar mais e nos aprofundamos nos trabalhos sociais da igreja, além de aprimorar os dons espirituais que sabemos ter e a buscar os que Deus eventualmente já nos tenha dado e que ainda não tenhamos ciência.
Então conseguimos resultados, não por méritos próprios, mas sim através da Graça e Misericórdia infinitas de Deus, começando a vencer a resistência da mola, e assim cada dia estamos um pouquinho mais próximo do centro da vontade divina para nossas vidas.
Acontece que temos alguns complicadores neste processo todo. A mola por si só já é bastante forte, e conta com um auxílio poderoso: nosso inimigo.
Ao perceber que estamos praticamente vencendo a resistência ou mesmo quando vamos dar inicio a tentativa de caminhar em direção à vontade de Deus, nosso adversário começa um jogo sujo de empurrar ao contrário. E conjuntamente com o esforço dele em ajudar a mola, passa também a nos desestimular, tenta de todas as formas nos fazer desistir de ao menos tentar, com frases do tipo; “pra que ir à igreja, orar cansa, quem dá bola para você, olha lá quanto mais você ora, mais lutas lhe aparecem, larga dessa vida de crente viva a vida”, entre outras tantas bobagens.
Ninguém disse que seria fácil. O próprio Senhor Jesus afirmou que teríamos aflições por aqui. Vemos muitas coisas que nos abalam, mensagens contrárias à fé nos atingem, fazendo com que passemos a pensar que talvez seja mesmo melhor largar tudo e seguir o curso do mundo. E a dúvida é uma arma muito eficaz usada magistralmente por nosso adversário, pois com ela ele consegue nos fazer vacilar, sentir medo e o pior deixar de crer, minando nossas esperanças...
Não pense que falo isso como alguém que está acima de tudo isso e que nunca passou por momentos tristes, vacilantes ou de dúvida. Pelo contrário, duvidei, desanimei, errei, procurei corrigir os erros, mas mesmo assim aprendi uma coisa muito simples, mas de um poder vital: nossa única esperança, auxílio e socorro vêm de Jesus Cristo.
Podem zombar em vídeos, manifestarem-se contrários a minha fé, levantar bandeiras de disso ou daquilo, mas não largo de quem me resgatou de um charco horrível de lodo, me limpou, me deu novas vestes e me fez assentar junto dos príncipes: Jesus Cristo de Nazaré.
Quero finalizar dizendo que este mesmo Jesus está de braços abertos para nos reconciliar a Deus.  
Basta um primeiro passo.
Deus o abençoe.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...