quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

As 5 Coisas que Satanás Não Tirou de Jó

Satanás é um eterno acusador. No dia que ele veio até a presença de Deus e ouviu da própria boca do Senhor que não havia na terra ninguém mais temente, sincero, reto e que se desviava do mal do que Jó, logo arrumou um jeito de acusa-lo de só ser assim tão integro, por ter sido muito abençoado por Deus materialmente.
Após isso Deus permite que Satanás toque em tudo que Jó possuía. E ele então perde todos os seus muitos bens e os seus 10 filhos (sete filhos e três filhas).
Não contente Satanás volta a estar na presença de Deus e ouve novamente que Jó é integro sincero, reto já sem nenhum bem e tendo ele sofrido tamanha desolação.
Então Satanás acusa Jó de ser assim tão fiel, por não ter sofrido na própria pele, com enfermidades. Deus permite que Satanás toque a sua saúde, mas poupe a vida.
E então Jó passa a padecer com uma chaga maligna, que lhe cobriu o corpo de feridas da planta dos pés ao alto da cabeça.
Resumindo as perdas de Jó:
perdasSete mil ovelhas;
Três mil camelos;
Quinhentas juntas de boi (ou seja, mil bois);
Quinhentas jumentas;
Muitíssimos empregados;
Dez filhos, sendo sete filhos e três filhas;
Saúde.
Jó, a Bíblia afirma, era o maior do oriente. Homem riquíssimo. Veja seu perfil aqui.
Temos que lembrar que na época de Jó, ter um camelo representava o que hoje seria ter uma carreta. Uma junta de bois seria hoje um trator. Isto dá uma ideia do quão abençoado Jó era.
Até aqui, foram somente perdas na vida de Jó, mas o foco são as 5 coisas que mesmo querendo Satanás não tirou de Jó. E são elas: Humildade, Adoração, Prudência nas palavras, Integridade e Paciência. Estas cinco coisas foram decisivas para a vitória de Jó.
E são fundamentais para nossa vida também. Vamos a elas:

1 Humildade

Jó teve a humildade suficiente para admitir que tudo o que tinha, foi Deus quem lhe tinha dado. Quando soube de todas as notícias da perda de tudo o que possuía, Jó se prostrou: “E disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o SENHOR o deu, e o SENHOR o tomou: bendito seja o nome do SENHOR. Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma”.
Como é difícil em meio às lutas e dificuldade, tomar uma atitude de humilhação como fez Jó. Mas como está escrito: “Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte”. 1 Pedro 5.6.

2 Adoração

Ao perder tudo o que possuía, sua primeira reação poderia ter sido o desespero, mas ao contrário, Jó adorou a Deus: “Então Jó se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou”.
adoracao
Essa atitude mostra que devemos adorar a Deus em todos os momentos e não por aquilo que Ele nos DÁ, mas sim por aquilo que Ele É em nossas vidas. Jó sabia que Deus era digno de merecer adoração, apesar das circunstâncias.

3 Prudência nas Palavras

Vendo tudo o que estava acontecendo, a mulher de Jó profere a seguinte frase: “Então sua mulher lhe disse: Ainda reténs a tua sinceridade? Amaldiçoa a Deus, e morre”, mas Jó, raspando suas feridas com um caco de telha, sentado na calçada em meio às cinzas, irreconhecível, simplesmente respondeu: “Como fala qualquer doida, falas tu; receberemos o bem de Deus, e não receberíamos o mal? Em tudo isto não pecou Jó com os seus lábios”.
Nossa língua é um pequeno membro, mas como um fósforo que é uma pequena chama e incendeia um grande bosque, também nossa língua incendeia todo nosso corpo. Muitas vezes nos afastamos de nossas bênçãos, por não termos controle suficiente sobre nossa boca, e proferimos palavras que magoam aos outros e entristecem a Deus.

4 Integridade

Jó manteve seu caráter integro. Sofreu perdas, chorou a morte de dez filhos, algo que, eu tenho certeza, poucos aguentariam, mas pode dizer em meio a tudo isso: “Porque eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra. E depois de consumida a minha pele, contudo ainda em minha carne verei a Deus”.
Que integridade!
Que Exemplo para nós nos dias de hoje!

5 Paciência

E por fim, mas não menos importante, a Paciência.
Jó soube esperar calmamente, mesmo nas piores dificuldades, que Deus falasse com ele: “Depois disto o SENHOR respondeu a Jó de um redemoinho, dizendo: Quem é este que escurece o conselho com palavras sem conhecimento? Agora cinge os teus lombos, como homem; e perguntar-te-ei, e tu me ensinarás. Onde estavas tu, quando eu fundava a terra”.
Não sabemos ao certo se foram 42 anos, 42 dias ou quanto tempo Jó permaneceu nesta situação, até que Deus se pronunciasse. O que é garantido é que as provações de Jó foram tremendamente dolorosas.
Mas ao final, após Jó ter tido Humildade, Adoração, Prudência nas palavras, Integridade e Paciência, Deus restituiu tudo em dobro para Jó. Além disto, os suas filhas eram as mais formosas do oriente.
Jó viu sua quarta geração e morreu com 140 anos, mas antes disse ao Senhor:
Bem sei eu que tudo podes, e nenhum dos teus pensamentos pode ser impedido.
Que possamos nós também seguir o exemplo de Jó e não perdermos a Humildade, a Adoração, a Prudência nas palavras, a Integridade e a Paciência em meio as nossas lutas.
Deus abençoe.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...