quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Deus Verá!

Limpando a parede do banheiro, passei um bom tempo esfregando com uma escova dura, entre os azulejos, e destas pequenas frestas, sempre saía sujeira.
Enquanto lutava para remover o máximo que podia, me veio em mente que este era um trabalho não muito valorizado, afinal, poucos notariam a diferença caso eu não limpasse, pois a sujeira estava por assim dizer escondida. Mas estava lá.
Recordei-me, então, de uma frase de Michelangelo, o escultor que ficou famoso
capelasistinapela pintura da abóboda da Capela Sistina; enquanto ele estava pintando um canto escuro do teto com extraordinário afinco e esmero, alguém lhe perguntou: “Por que você se esforça tanto a pintar um canto escuro do teto, que possivelmente ninguém olhará”, Michelangelo simplesmente respondeu: “Deus verá”.
Pois bem, Deus verá.
Este foi o sentimento que eu tive em retirar toda a sujeira que eu pude ao esfregar os cantos que ninguém veria.
Só que há um sentido ainda maior nisso tudo.
Não há maneira de escondermos nossas “sujeiras”. Mesmo que consigamos esconder de todos a nossa volta, Deus estará vendo. Não como um carrasco apontando nossos erros, não é isso que Ele faz, mas como um pai amoroso que vê seus filhos tomarem rumos errados em suas vidas, e com olhar triste, observa a vã tentativa de esconder os erros de quem tudo sabe.
O próprio Senhor Jesus afirmou que “nada há encoberto que não haja de ser descoberto; nem oculto, que não haja de ser sabido.
Porquanto tudo o que em trevas dissestes, à luz será ouvido; e o que falastes ao ouvido no gabinete, sobre os telhados será apregoado”.
Não vale a pena ficar querendo guardar nossos pecados trancados a sete chaves em porões escuros de nossos corações, afinal, nem ali estarão escondidos. Esta atitude só faz com que venhamos a sofrer ainda mais, pois agindo desta maneira, carregamos um peso adicional, que muito bem poderia estar nas mãos de Jesus.
Ele mesmo se dispôs a nos ajudar quando disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.
Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.
Entreguemos todas nossas ansiedades para Jesus.
Deus abençoe.

2 comentários:

Wilma Rejane disse...



Graça e paz de Jesus, Mateus!

Fazer o que devemos fazer, mesmo quando não somos vistos, sem procurar honras ou glórias, tão somente por amor e temos a Jesus. Ele sempre nos vê, em cada detalhe.

Gostei da reflexão.

Deus o abençoe.

Mateus Emilio Mazzochi disse...

Obrigado. Deus abençoe.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...