quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Moisés - perfil

Algumas pessoas não conseguem ficar longe de problemas. Quando os conflitos acontecem, elas simplesmente estão por perto, e a reação é a sua atitude favorita. Assim era Moisés. Parecia ter sido feito para tentar consertar o que estava errado. Ao longo de sua vida, revelou o melhor de si, e também o pior, reagindo aos conflitos que o cercavam. Mesmo a experiência da sarça ardente foi uma ilustração do seu caráter. Ao ver o fogo e notar que o arbusto não se consumia, teve de investigar. Estivesse entrando em uma briga para defender um escravo hebreu ou tentando arbitrar entre dois parentes, aos ver um conflito, reagia.
Ao longo dos anos, porém, algo surpreendente ocorreu no caráter do Moisés. Ele continuou a reagir, mas aprendeu a fazê-lo da maneira correta. A complexa responsabilidade diária de guiar dois milhões de pessoas no deserto era um desafio mais do que suficiente para ganhar habilidades em reagir. Durante a maior parte do tempo, serviu como um para-choque entre Deus e o povo, ora respondendo à ira de Deus pela teimosia e esquecimento dos israelitas, ora reagindo às contendas e queixas das pessoas. E ainda teve de enfrentar os ataques injustificáveis de seu caráter.
Liderança frequentemente envolve reação. Se quisermos reagir de modo coerente com a vontade de Deus, precisamos desenvolver hábitos de obediência. A obediência consistente a Deus é mais bem desenvolvida em tempos de pouco estresse. Fazendo assim, quando estivermos sob pressão, nossa reação natural é obedecer a Deus.
Em nossos dias de baixos padrões morais, achamos quase impossível acreditar que Deus castigaria Moisés por tê-lo desobedecido uma vez. Entretanto, o que não percebemos é o que Deus não o rejeitou; Moisés simplesmente desqualificou-se para entrar na Terra Prometida. A grandeza pessoal não torna uma pessoa imune ao erro e suas consequências.
Em Moisés vemos uma personalidade excelente formada por Deus. Mas não devemos entender errado o que Deus fez. Ele não mudou o que ou quem era Moisés; tampouco lhe deu novas habilidades e virtudes. Em vez disso, Deus foi trabalhando as próprias características de seu servo até que elas se ajustassem ao seu propósito. Isto faz alguma diferença no modo como você entende o propósito de Deus para sua vida? Ele está tentando realçar o que criou no princípio e deseja usá-lo para o seu propósito. Quando conversar com Deus, não pergunte: “Em que eu deveria mudar?”, mas: “Como devo usar as minhas habilidades para fazer a sua vontade?”.


Pontos fortes e êxitos:
·        Educação egípcia; treinamento no deserto.
·        Maior líder judeu; promoveu o êxodo.
·        Profeta e legislador; entregou os Dez Mandamentos ao povo.
·        Autor do Pentateuco.
Fraquezas e erros:
·        Não entrou na Terra Prometida em razão de sua desobediência a Deus.
·        Nem sempre reconheceu e usou os talentos de outros.
Lições de vida:
·        Deus prepara, e então usa. Seu tempo oportuno dura por toda a vida.
·        Deus realiza seu maior trabalho através de pessoas frágeis.
Informações Essenciais:
·        Locais: Egito, Midiã, deserto do Sinai.
·        Ocupação: Príncipe, pastor de ovelhas, líder dos israelitas.
·        Familiares: Irmã – Midiã; irmão – Arão; esposa – Zípora; filhos – Gérson e Eliézer.
Versículos-chave:
·        “Pela fé, Moisés, sendo já grande, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, escolhendo, antes, ser maltratado com o povo de Deus do que por, um pouco de tempo, ter o gozo do pecado” (Hb. 11.24,25).
A história de Moisés pode ser encontrada nos livros de Êxodo a Deuteronômio. Ele também é mencionado em Atos 7.20-44; Hebreus 11.23-29.

Deus abençoe

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...