quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Ninguém Amaldiçoa Quem Deus Abençoa

Ninguém pode amaldiçoar quem Deus abençoa, nem mesmo um agoureiro, feiticeiro como Balaão.
Mesmo a pedido e sendo pago, Balaão não pôde pronunciar uma única palavra sequer contra o povo de Israel, pelo contrário antes os abençoou por quatro vezes. A última inclusive, Balaão não quis se encontrar com Deus para ouvir o que deveria falar, resolveu abrir a boca por conta, e mesmo assim não conseguiu proferir nenhuma maldição, somente bênçãos, conforme o Senhor ia colocando em sua boca.
Mas, sempre há um, mas, o povo de Israel se perverteu, pois se associou aos moradores da terra, em suas práticas sexuais de “adoração” aos deuses pagãos.
Esse “estilo de vida” onde se convive com o pecado tão de pertinho que tudo passa a ser encarado com normalidade é abominável: como o povo de Israel, que pouco antes havia presenciado bem de pertinho os milagres de Deus durante sua saída do Egito, onde eram escravos, pode assim tão rapidamente virar as costas para Deus? Pois é, condenamos fácil e rapidamente as atitudes do povo de Israel neste episódio, mas olhamos para nós?
Convivemos com as mesmas situações hoje e aceitamos. Simples assim. Nada mais é imoral, ilegal ou passível de julgamento. Nada.
Achamos até bonito para dizer a verdade, soa mais moderno, mais chique, está na moda tolerar uma coisinha aqui uma ali, afinal, os tempos são outros, não é?
blessedSó de uma coisa esquecemos: Deus não muda.
Ele não é um carrasco, mas é justo, e o que não era aceito ontem, não é aceito hoje e nem o será amanhã.
Portanto, caro leitor, todos nós devemos verificar nossas atitudes e práticas e procurar alinhá-las com a Palavra de Deus, pois de outra forma estaremos sempre sofrendo e fora do centro da vontade de Deus para nossas vidas, que com certeza, tem o melhor para nós em Cristo Jesus.
Deus abençoe.
+Mateus Emilio Mazzochi 

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...