sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Terra que Mana Leite e Mel - Nova Jerusalém

Quando o povo de Israel foi tirado do Egito, com mão forte, pelo próprio Deus, e foram conduzidos por Moisés pelo deserto, durante longos quarenta anos, viram um número imenso de milagres. Todos os dias uma infinidade deles aconteciam: Travessia do mar Vermelho em seco, nuvem para proteger do calor, coluna de fogo para o frio, maná todas as manhãs, codornizes devido à falta de carne (uma reclamação constante e irritante), cura para picadas de serpentes mortais, além de roupas e sapatos que nunca se desgastaram.
Isso tudo na área material. Além disso, Deus prometeu algo que estava muito acima do vestir e comer: Deus lhes daria a Terra Prometida, onde seriam felizes, comeriam pão a fartar, teriam as chuvas em seu tempo e tudo oque plantassem colheriam e comeriam até mesmo do que não plantaram. A Terra que mana leite e mel.
Pois bem, Israel tropeçou muitas vezes nessa caminhada. Eram murmurações de toda a ordem, nunca estavam satisfeitos, sempre se voltavam para o passado, no Egito. Lá eram escravos, maltratados, era um povo grande em número, mas não tinha pátria ou identidade. Mas aparentemente, após saírem desta situação lamentável, gostariam de voltar para lá, devido a melões, alhos, pepinos e um bocado de carne que comiam. Por coisas tão banais, estavam dispostos a trocar as bençãos de Deus.
uvasNem mesmo quando Josué e Calebe voltaram, trazendo novas de esperança, de que a terra era ótima, trazendo como prova um cacho de uvas, que tinha de ser carregado por dois homens (!), o povo acreditou. Preferiram diminuir Deus olhando para as dificuldades e os gigantes apontados pelos dez outros espias.
Incrível, como puderam fazer isso, vivendo em meio a tantos milagres? Você pode perguntar.
E eu respondo: fazemos a mesmíssima coisa hoje.
Vivemos uma vida inteira, muitas vezes, olhando para o chão, para os pepinos e alhos, esquecendo de que é de cima que vem nossa vitória, é Deus quem manda a chuva sobre a nossa terra, é de Deus que recebemos os nossos milagres, é ELE que nos sustenta e nos dá todo dia o milagre mais maravilhoso: a vida. Todo o dia é uma nova oportunidade que ELE nos concede.
É fácil olhar para o relato bíblico de algo que aconteceu há 3.000 anos e dizer “como pode?”, difícil é ver que estas passagens estão ali registradas para nos lembrar de que somos constituídos da mesma matéria, somos feitos à mesma imagem e semelhança de Deus que os nossos antepassados e somos sujeitos aos mesmos erros e inclinados a esquecermos de Deus e das maravilhas que ELE nos proporciona. Diariamente.
Que sejamos firmes e constantes, focando nosso alvo que é Cristo, autor e consumador da fé, para, um dia, ao encerrarmos nossas carreiras aqui na terra, entremos na Terra Prometida, a Canaã celestial, a Nova Jerusalém. Amém.
Deus os abençoe.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...