Mostrando postagens com marcador Pai. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Pai. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Conversão. Cenário ideal.

À medida que fui convivendo com minha nova família, ia tomando conhecimento sobre muitas coisas que ainda não haviam ocorrido em minha vida e tão pouco eu imaginava poder existir.
Percebi o que realmente uma família faz como ela existe e as atribuições de cada um.
Vou tentar descrever um pouco como foi:

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Chegando em Floripa.

Ficheiro:Ponte Hercílio Luz Florianopolis-edit.jpg 
A chegada a Florianópolis, não poderia ter sido melhor. Já havíamos visitado a cidade, nos períodos de férias passando alguns ótimos dias por lá. 
Minha mãe, no segundo semestre do ano de 1990, já havia sido chamada para trabalhar como professora de artes pelo estado de Santa Catarina. Lembram-se daquela vizinha da qual comentei? Pois bem, ela foi a ponte, o elo para que minha mãe então prestasse o concurso para trabalhar em SC. 

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Sobre o pai...

Há alguns dias vinha me perguntando por que ainda não escrevi algo sobre meu pai em especifico. Bem, como ainda não achei a resposta, vou começar a escrever agora.
Durante a primeira parte de minha infância, pude conviver bem próximo a ele, pois até os meus nove anos aproximadamente, meus pais ainda eram casados, como já relatei aqui mesmo numa postagem anterior.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...